sexta-feira, 31 de agosto de 2012

BOM PRA CACHORRO

Oi gente!
Navegando pela internet vi essa reportagem cachorros em casa,  muito boa pra quem tem esses bichinhos de estimação. 
Tem algumas dicas como fazer se ele late o dia inteiro e se ele é agressivo. Seu cachorro sobe no sofá? A minha "Dalila" não sobe.

Vamos aprender um pouquinho sobre o nosso fiel companheiro.

Dicas do especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi.

Dalila

Tenho um cachorro velhinho que está perdendo a visão. Como preparar a casa para ele? O primeiro cuidado é não alterar a disposição dos móveis e objetos, uma vez que o cão já se acostumou a ela: evite trocar sofás, mesas de centro e vasos de lugar. Isso vai impedir que ele esbarre em algo e se machuque. Para prevenir acidentes mais graves, bloqueie o acesso a áreas como escadas, sacadas e piscinas, instalando redes de proteção e portões removíveis. Outra dica valiosa: com a chegada da velhice, os cachorros tendem a sentir mais frio em função da diminuição do metabolismo. Por isso, o mais aconselhável é disponibilizar uma cama aconchegante e confortável dentro de casa. Serena e Luna dividem o sofá da Patrícia Bastos (foto).


          Meu cachorro tem mania de puxar minha roupa quando vou sair de casa e já até rasgou algumas peças. O que fazer? Ele precisa sentir algum desconforto quando estiver prestes a puxar sua roupa. Recorra, por exemplo, à ajuda de uma lata cheia de moedas: chacoalhe-a no momento em que o cachorro fi zer menção de pular. Se ele for medroso, prefira um borrifador para o treinamento, lançando a água em seu focinho. Outra alternativa para inibir o comportamento é usar a guia. Nesse caso, conte com a ajuda de alguém da casa. Coloque a coleira, simule sua saída e peça que seu parceiro pise na ponta da guia quando ele pular. O pet levará um leve tranco a cada tentativa e, com o tempo, abandonará o hábito. Importante: para dar certo, o desconforto só deve ser provocado no instante exato da infração. Branquinha pet da Kátia Mattos (foto).



   Adotei um cachorro que foi vítima de maus tratos. Como adaptá-lo à nova casa e fazê-lo ganhar confiança? Os cães são capazes de demonstrar enorme afeto por um novo proprietário e, quando bem tratados, tendem a reconhecê-lo como dono. Normalmente, aqueles que sofreram maus tratos se tornam desconfiados e, nesse caso, a aproximação demora mais. Incentivar com petiscos o animal a vir até você é uma boa solução. Para não provocar outros traumas, evite atitudes que o amedrontem, como olhar fixamente nos olhos ou fazer gestos bruscos. Procedimentos incômodos, como a vacinação, também pedem cautela. Se tiver de repreendê-lo, nunca dê broncas que possam assustar. Recorra apenas à ajuda de um spray amargo, sem demonstrar que está zangado. Não grite nem diga ‘não’. Shiva é a guarda da casa da Lilian (foto).



    Há uma semana, adotei um cão, que está dormindo dentro de casa. Como ensiná-lo a dormir no quintal? O cão só deve ser levado para dormir no lugar definitivo depois de estar familiarizado com a casa. Essa transição leva uns três dias. O primeiro passo é adquirir uma casinha confortável e resistente ao vento e à chuva. Geralmente, os pets se sentem protegidos em tocas, onde gostam de descansar e roer ossos. Tente colocá-la perto da porta da entrada ou em algum ponto de onde o cachorro possa ver os donos. Se ele chorar ou latir quando ficar sozinho, não tenha receio de repreendê-lo. Mas a bronca deve ser rápida e sem palavras. Como? Faça barulho com uma lata cheia de moedas. Assim ele não vai achar que recebeu atenção do dono. Judith pertence a Gisela de Jesus (foto).



       Meu cachorro adora cavar buracos no jardim. Como evitar esse comportamento? Os cães cavam por vários motivos. O instinto os faz revolver o lugar onde querem deitar, geralmente nas áreas mais frescas do jardim. Por isso, disponibilize um canto com essa característica para ele. Já cachorros entediados cavam para se distrair: passeios e brincadeiras afastam o problema. Evite também que o cão enterre objetos no quintal. Antes de dar um osso, por exemplo, amarre-o numa corda. Mas, se o pet elege pontos específicos, experimente colocar as fezes dele nos buracos antes de cobri-los de terra. Outra dica é repreendê-lo no momento exato em que estiver fazendo a farra. Como? Borrife água ou produza um ruído que o assuste. Bili é o cachorro da Mariana Moura (foto).



      O que fazer para que meu cachorro não destrua objetos da casa? Primeiro, crie atividades para o cão, oferecendo alternativas que o mantenham com a boca ocupada. Dê ossos gostosos ou esconda petiscos para que ele tente procurá-los. Vale tornar desagradáveis os objetos que o pet gosta de destruir. Quando o cão estiver roendo algo proibido, faça barulho com uma lata cheia de moedas sem que ele perceba que foi você. Outra tática é usar sprays amargos, não tóxicos, vendidos em pet shops e feitos para espirrar em objetos. Assim, o problema deixará de ocorrer não só na sua presença. Esses produtos devem ser usados na freqüência necessária para o cão se desinteressar pelos objetos, geralmente, uma vez ao dia. Vale alertar também que, se aplicado numa revista, por exemplo, pode estragá-la. Kia mora com a Hilda Serpa (foto).



        Posso deixar meu cão subir no sofá e dormir na cama? Permitir que o cão faça o que bem entender pode colaborar para que ele se sinta o dono da casa e demonstre  agressividade de dominância quando contrariado. Além disso, esse tipo de atitude vai deixá-lo mimado e muito apegado ao dono. Assim, quando tiver de passar uma noite em um hotelzinho, sofrerá mais. Uma boa saída é criar ambientes agradáveis para o pet, fazendo com que ele prefira descansar nesses locais. Em lojas especializadas, há caminhas e colchões superconfortáveis. Mas há cães que sentem calor e gostam de ficar deitados com a barriga voltada para o piso frio. Uma dica: quando ele tentar subir na cama ou no sofá, provoque nele algum desconforto. Tente borrifar um spray de água na cara do bicho ou sacudir uma lata cheia de moedas. Lucky faz companhia ao Rudinei Modezejewski (foto)



      Vivo em apartamento e meu cachorro late sempre que ouve algum barulho no corredor, incomodando os vizinhos. Como controlá-lo? Um truque para evitar os latidos é associá-los a algo desagradável. Você pode dar um susto no cachorro quando ele começar: chacoalhe uma lata de moedas ou borrife água no focinho no momento exato do comportamento indesejado. Se houver mais de um cão no apartamento, prefira repreender o que late demais com a água, pois o barulho da lata pode assustar os outros. Também é importante premiar o pet quando ele agir corretamente. Simule a situaçãoe recompense-o com petiscos se ficar quieto. E atenção: cachorros entediados são mais propensos a desenvolver problemas como esse. Portanto, exercite seu amigo com passeios diários e brincadeiras. Manuela é o bichinho de estimação da Poliana (foto).



       Minha família viajará de férias e nosso cão ficará em um hotelzinho. O que fazer para que ele não sinta a nossa falta? Pets têm sexto sentido. São capazes de farejar longe a iminente separação do dono dias antes da viagem e ficar ansiosos. Esse estresse aumenta com a ida para um ambiente desconhecido. Nessa hora, preparar o cachorro é essencial: alguns dias antes, estimule seu apetite. Misture a ração habitual com aquelas enlatadas (mais macias e saborosas) e peça para o hotel fazer o mesmo. Outra dica: coloque os brinquedos prediletos do pet e uma roupa com o cheirinho do dono (vale até uma camiseta) na bagagem do animal. Odores familiares e objetos conhecidos vão deixá-lo bem mais tranqüilo. Dê uma olhadinha se as vacinas e o vermífugo do cão estão em dia. Max e Mine vivem com a Silvana Andrade (foto).




      Meu cachorro tem pavor de fogos de artifício e não para de latir quando há tempestades com trovões. O que posso fazer? Acostume-o gradualmente a sons altos. Quando houver estrondos que o assustem, brinque e ofereça petiscos, mas nunca se abaixe para consolá-lo ou protegê-lo: ele pode avaliar a atitude como uma demonstração de medo e se sentirá ainda mais inseguro. Habituá-lo à TV e ao rádio também e um bom treinamento. Assim, em dias de comemorações ou tempestades, você poderá amenizar o barulho com uma música, por exemplo. Procure também adaptar um canto da casa como refúgio nessas situações e, se possível, instale ali janelas antirruído. Se o cão já tiver um esconderijo, respeite a escolha e faça o procedimento lá. Nina é a melhor amiga da Rê Fermam (foto).



 Tenho dois cachorros e vou me mudar de uma casa para um apartamento. Qual a forma de adaptá-los para evitar bagunça? Reserve um local onde possam fazer suas necessidades, como a área de serviço. Estimule-os a usá-lo dando petiscos sempre que acertarem. Mesmo que adquiram o hábito de urinar na rua, ter um banheiro em casa é essencial. Para mantê-los saudáveis, leve-os para passear todos os dias e, duas vezes por semana, vá a um parque onde possam se exercitar. Caso comecem a destruir objetos, repreenda-os fazendo barulho com uma lata cheia de moedas no momento da ação. Resolva esse comportamento oferecendo ossos de couro. Até que os cães entendam o que é permitido ou não mastigar, não deixe objetos delicados nos ambientes. Amy pertence à Giselle Arruda (foto).


 Meu cachorro é agressivo com as visitas. O que fazer? Mesmo um cão educado pode ser agressivo com estranhos ao se sentir intimidado ou enciumado. Quando está com medo, ele pode latir, rosnar e se esconder. Se é assim que o seu mascote se comporta, deixe-o na guia quando receber alguém. E, ao demostrar agressividade, tem de ser repreendido imediatamente. Depois da bronca, ele tende a relaxar, pois sente que o dono está tomando conta do seu território. Quando o pet tentar chamar atenção com um brinquedo, pare o que estiver fazendo, brinque um pouco e chame-o pelo nome – inclusive quando estiver recebendo visitas. Assim, ele não se sentirá ignorado. Fuji adora o Nilbberth Silva (foto).

Tenham um bom final de semana

Os cachorros que você vê neste  post foram todos enviados por internautas do CASA.COM.BR. 


Vanessa Rueda

Bjs
  

As imagens aqui publicadas, algumas são minhas e aquelas que não são de minha autoria, faço questão de citar a fonte de pesquisa. Caso eu esqueça de citar ou não saiba a origem ou autor das imagens e você saiba, por favor, me avise para que eu dê os créditos a quem for de direito. E se quiser levar alguma imagem, fique a vontade, mas cite a sua fonte de pesquisa.